Ir para o conteúdo

Procurar

Afirmação Brasil - Uma Resposta a Muitas Orações

18198325_10208877432999063_4074220984183811169_n

1 de julho de 2017

 

Na primavera passada, a Affirmation organizou três conferências no Brasil com a participação de cerca de 100 Mórmons, Famílias e Amigos LGBT. A equipe de liderança da Afirmação do Brasil trabalhou muito durante o ano passado para fazer a organização crescer e sua capacidade de alcançar os necessitados.

 

Afirmação no Brasil

A Afirmação Brasil começou há quase dois anos quando um pequeno grupo de mórmons gays escreveu a palavra “Afirmacão” na areia de uma praia e a postou no site O Facebook e os líderes marcados da diretoria internacional dizendo: “Queremos seu apoio, estamos esperando por você!” Logo em seguida, iniciou-se o planejamento das primeiras conferências no Brasil que aconteceram em 2016 em Fortaleza e São Paulo. Durante essas conferências, uma equipe de liderança foi formada, com Cristina Sandra Moraes, uma lésbica mórmon casada com sua esposa Viviane de 11 anos, como presidente. Jean Carlos, vice-presidente ajudou a alcançar muitas pessoas em todo o país, facilitando o crescimento da organização. Ao longo do ano, os grupos de Fortaleza e Sau Paulo cresceram drasticamente e um novo grupo foi formado em Recife.

 

Nosso impacto individual

A coisa mais comum ouvida nas histórias e testemunhos dos participantes das três conferências no Brasil foi que “A afirmação foi uma resposta à oração.”  Para alguns, foi a resposta a meses ou anos de oração por ajuda para se reconciliar e seguir em frente com suas vidas como mórmons LGBT.

Um dos 4 objetivos fundamentais da Afirmação há 40 anos é “Encoraje a espiritualidade, a oração e a prática de todo comportamento cristão e caritativo no reconhecimento dos membros como filhos inteiros e completos de Deus”.  As conferências no Brasil pareceram realmente ajudar a cumprir este objetivo junto com as outras 3 como pode ser visto na imagem abaixo.

 

A seguir estão citações dos participantes da conferência compartilhadas nos dias seguintes:

 

Citação de um pernambucano: “Agora sei que Deus está comigo e que não nos abandona. Estou muito grato a cada um de vocês que esteve presente. Já fazia muito tempo que eu não sentia o Espírito do Senhor tocar meu coração como fez naqueles três dias felizes juntos. Sinto que vale a pena viver de novo e saí com essa nova perspectiva de minha vida. Em especial, aprendi que não sou indigno de orar a meu Pai Celestial só porque sou gay! Obrigado a todos que me ajudaram e que Deus os abençoe! ” 

 

Citação de uma participante em Recife: “Eu me sinto como uma missionária que retornou do campo novamente com toda a mesma empolgação e alegria que eu tinha então, mas desta vez sou uma lésbica em um relacionamento e sei que Deus está bem comigo dessa forma! 

 

Citação de um participante em São Paulo: “Eu estava lutando com o recente fim de um relacionamento um pouco antes da conferência e no dia seguinte chorei muito com essa perda e então me lembrei do que tinha ouvido na conferência sobre como eu poderia pedir ajuda a Deus, mesmo sendo um mórmon gay falando sobre seu relacionamento. Naquele momento, orei a Deus para me ajudar a superar essa dor. Depois da minha oração, senti muita paz que está me ajudando a seguir em frente a cada dia. Se há algo de que tenho testemunho, é da oração ”.

 

Recife

Duas dezenas de mórmons LGBT se reuniram no final de semana de 14 a 16 de abril em Recife. Na noite de sexta-feira, eles jantaram juntos e compartilharam suas histórias pessoais de esforços para reconciliar sua orientação sexual e sua fé, aprendendo um com o outro no processo. A comida deliciosa para a conferência foi preparada por Neuza Maria, mórmon mãe de um homem gay que faz parte do grupo. No sábado, os participantes participaram de workshops sobre autoaceitação, melhorando o relacionamento com familiares e amigos e desenvolvendo seu próprio relacionamento pessoal com Deus.

 

À tarde, o grupo fez um passeio a pé e almoçou na cidade histórica de Olinda, no Brasil, fundada no início dos anos 1500 pelos portugueses, seguido de um mergulho na piscina do local da conferência. Este tempo de interação social é sempre tão importante, pois fornece cada pessoa a oportunidade de fazer amigos que geralmente acabam sendo um suporte por muitos anos. A noite contou com show de talentos, karaokê e dança, sempre as preferidas e principalmente divertidas e animadas no Brasil!

 

O domingo incluiu um devocional com uma variedade de palestras e números musicais seguidos pela partilha de testemunhos e histórias espirituais. Novamente, a coisa mais comum ouvida dos participantes foi que a Afirmação foi uma resposta a seus meses ou anos de orações.

 

Fortaleza

Outras duas dúzias de mórmons LGBT se reuniram no fim de semana de 21 a 23 de abril em Fortaleza, Brasil. Como sexta-feira, dia 21, era feriado no Brasil, a conferência começou ao meio-dia com um buffet almoço, seguido de uma caminhada ao longo do calçadão e píer e, em seguida, nadar no oceano. À noite, o grupo compartilhou suas histórias pessoais e jantou juntos.

 

A manhã de sábado e o início da tarde foram preenchidos com workshops sobre autoaceitação, relacionamento com a família e um workshop sobre maneiras de identificar e aumentar a influência do espírito em nossas vidas como mórmons LGBT. Gildo Sousa, líder do grupo Fortaleza, fez uma apresentação sobre a necessidade de encher constantemente nossos baldes com água viva e deu a cada integrante do grupo baldes artesanais em miniatura que ele havia feito. O fim da tarde incluía tempo para natação e jogos na piscina do local da conferência. A noite incluiu um show de talentos, karaokê e dança. Foi muito divertido!  

 

O domingo consistiu em um workshop sobre como desenvolver um relacionamento saudável com a Igreja e como ter conversas difíceis com os líderes da Igreja e outras pessoas, seguido por um testemunho e reunião de partilha de histórias espirituais com números musicais. O congresso foi encerrado com um almoço juntos e muitos abraços e fotos de despedida. Cinco dos participantes da conferência viajaram longas distâncias de ônibus dos dois estados vizinhos, Piauí e Rio Grande do Norte. Eles voltaram para seus estados com o objetivo de desenvolver grupos de Afirmação lá e possivelmente organizar uma conferência lá no próximo ano.

 

São paulo

47 pessoas participaram da conferência de São Paulo no fim de semana de 30 de abril a 1º de maio. A conferência começou no sábado com um “círculo de amizade” em que cada pessoa presente compartilhou sua história pessoal, seguida por uma caminhada e socialização em um parque próximo e depois jantar . No À noite, a apresentação foi feita por Jean Carlos, Vice-Presidente da Afirmação Brasil sobre a história da Afirmação no Brasil, seguido por Randall Thacker apresentando a história da Afirmação durante seus últimos 40 anos. Depois disso, o grupo se dividiu em alguns que jogavam juntos e outros que cantavam karaokê ou apenas visitavam juntos.

 

O domingo contou com diversos workshops, incluindo a apresentação de um homem transgênero e da mãe de uma mulher trans que trabalham incansavelmente na região metropolitana de Sau Paulo no combate à transfobia e à homofobia. Cristina Moares apresentou um comovente workshop sobre auto-aceitação, seguido por uma apresentação e perguntas e respostas de um advogado sobre os direitos legais de LGBR no Brasil, o que gerou muitas perguntas por parte dos membros do grupo. A apresentação final foi sobre saúde e segurança LGBT feita por Renata Gomes, enfermeira e integrante do grupo.

 

Para o jantar, fomos todos a uma churrascaria - o famoso jantar brasileiro em estilo buffet com todos os tipos de carnes, vegetais e frutas. Após o jantar, tivemos o privilégio de ouvir um talk show ao vivo apresentado por Diego Lima, membro do Affirmation. Ele fez perguntas a dois casais de longa data do grupo - um casal gay e um casal de lésbicas. Foi muito emocionante ouvir suas histórias autênticas sobre como se conheceram, como se comprometeram um com o outro e como superaram seus desafios e cresceram em seu amor um pelo outro ao longo dos anos. O resto da noite incluiu karaokê e jogos de tabuleiro e cartas em pequenos grupos.

 

Segunda-feira era feriado no Brasil, então a conferência continuou. A manhã incluiu uma apresentação de Vitor Silva sobre como melhorar o relacionamento com a família e amigos e, em seguida, uma apresentação de Luiz Correa sobre como desenvolver um relacionamento saudável com a Igreja que trabalha para você. Ele foi seguido por uma palestra comovente pelo vice-presidente da Affirmation International, Adrian Sanchez Roman, que falou sobre como nos abrir para a energia positiva disponível para usar e deixar para trás a mágoa, a raiva e a dor. A conferência foi encerrada com o compartilhamento de testemunhos e histórias espirituais e o reconhecimento dos esforços da equipe de liderança do Brasil ao longo do ano passado.

 

Desenvolvimento de liderança

Após a conclusão de cada conferência, os membros da Diretoria Internacional - Adrian Sanchez Roman, Randall Thacker e Ezequiel Rojas - facilitaram as sessões de treinamento de liderança com cada grupo - revisaram os objetivos, valores, princípios e manual de operação da Afirmação e trabalharam com os grupos estabelecer metas para o ano seguinte. Somos realmente gratos a todos os nossos voluntários e seu trabalho na construção de uma equipe e estrutura mundial que durará o tempo que a Afirmação for necessária.

 

Em 2018, a Afirmação Brasil planeja abrir novos grupos adicionais em outras cidades. O Brasil tem mais de 1,4 milhão de mórmons, o que significa que se conservadoramente 3 por cento são LGBT, então existem mais de 40.000 mórmons LGBT junto com seus familiares, amigos e líderes da igreja que podem se beneficiar da Afirmação.

 

Siga as atividades e histórias da Affirmation Brazil via:

Página da web:  www.afirmacao.org

página do Facebook https://www.facebook.com/afirmacaomormons/

Twitter: @afirmacaosud

Instagram: @afirmacaosud

YouTube: Afirmacão SUD

 

 

 

Deixe um Comentário





Role para cima